A Felicidade

Parece algo distante sempre, por causa de nossos contínuos deveres que a vida nos impõe e torna nossos sonhos distantes, impossíveis.

Podemos começar não nos preocupando em fazer o outro feliz, mas ser feliz e sentir que a felicidade alheia advém da sua felicidade. Esses são os que de fato te amam. São àqueles que aceitam você, te ajudam, e por si só estão felizes por você estar feliz.

Quanto mais tenta agradar o outro, menos vai se agradar, e por isso, será efêmero, desgastante se assim posso dizer. Ninguém é igual nem muito parecido, porém temos aptidões e opiniões próximas, mas nunca iguais. Isto posto, podemos explicar o momento em que expressamos nossas opiniões, quando a informação chega a mente daquele que escutou, já está de fato destorcida da idéia original que explicamos a priori.

Retomando ao ponto supra citado sobre não buscar agradar o outro, significa tão somente que não devemos fazer algo pelo outro, mas por nós mesmos. Praticamente estou dizendo que, ao acordar e resolver surpreender seu amor com um belo café da manhã, pense em fazer isso porque estará feliz tomando esta atitude, e não achando que vai agradá-la, afinal você nunca irá se frustrar se assim o fizer, tendo em vista que seu amor não estará sempre 100% para receber e retribuir gestos simples de carinho e amor.

Isto se estende aos outros setores de nossas vidas, tais quais nosso trabalho e os afazeres que o circundam diariamente, nossa família e os problemas interpessoais que agravam a convivência, entre outros.

O que importa de fato é sua intenção real por trás de cada ação. Existe uma justiça que transcende qualquer interpretação do mero mortal e que pode ser explicada com fatos e conseqüências ao longo de nossas vidas.

Pessoas que conseguem dinheiro de forma ilícita e não são felizes, não dormem em paz, não têm paz em seu lar, bem como pessoas que pouco têm de material mas estão sempre ajudando o próximo com ações caridosas, conseguem ser felizes com coisas simples da vida.

Não há que titubear ao pensar em que o bem sempre vence o mau, porque esta afirmativa se vale por si só.

Não discuta isso ou seus valores morais e éticos irão por água a baixo.

Óbvio que por vezes temos a impressão que o mundo é dos espertos, mas não podemos nos rebaixar a estes, posto que são exceção e que, além de tudo são exceções que não vingam por muito tempo.

Finalizar este assunto é algo muito ousado para minha pessoa, porém posso deixar dúvidas que construirão sempre o instinto de mudança para o melhor em nossas vidas.

Pergunte a você próprio o que já construiu nessa sua vida?

Agora a mesma pergunta com o destino de ajudar o mundo?

Você é educado com os outros?

Você cede a vez em uma fila ou respeita preferências?

Você procura ajudar mais que ser ajudado?

Entre outras, pergunte a você frente ao espelho olhando nos teus próprios olhos se você quer mudar o mundo para melhor?

E depois pergunte-se, o que devo fazer, a minha parte para tornar o mundo melhor?

Porque de nada adiantará ter um carro importado, uma mansão, um yatch, ouro e jóias, se o mundo ao seu redor está destruído.

Lembre-se que, quando percebermos que damos mais valor ao papel desenhado (dinheiro) do que ao próximo, pode ser tarde demais.

A felicidade pode ser algo entre conquistar tudo que almeja de bens materiais, mas produzindo o bem estar para a sociedade, e assim poderá usufruir daqueles, com todos ao seu redor, interagindo de forma pacífica e FELIZ.

Em outras palavras, procure sempre acrescentar algo de bom àquele que está ao seu lado, ao passo que conquiste tudo que deseja.

Carlos Imbrosio Filho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: